Saiba o que é arco elétrico e como é formado

Saiba o que é arco elétrico e como é formado

A eletricidade faz parte do nosso dia a dia. No trabalho, em casa ou em momentos de lazer, temos contato com componentes elétricos de forma corriqueira. Por isso, não podemos ignorar os princípios de segurança, pois são essenciais para evitar danos físicos ou financeiros. Conhecer os fenômenos da eletricidade torna-se importante para manter a segurança em diferentes situações, principalmente para quem trabalha com ela.

Sendo assim, algo que merece bastante atenção é o arco elétrico. A maioria das pessoas não sabe como ele acontece nem como pode ser perigoso. Apesar do risco, em algumas situações ele pode ser fundamental para o funcionamento de determinadas ferramentas ou operações.

Quer entender mais sobre o assunto? Então acompanhe o conteúdo que preparamos para você. 

 

O que é e como é a formação do arco elétrico?

O arco elétrico, também conhecido como arco voltaico, é basicamente o resultado de um curto-circuito. Ou seja, é o acontecimento que surge devido a uma descarga elétrica entre dois polos, superior à resistência do ar e mantida pela formação de gases que agem como meio condutor para a corrente elétrica. 

Para que esse fenômeno ocorra, é necessário que haja dois polos e, entre eles, um gás condutor. Além disso, o tipo de gás e a pressão são fatores determinantes para as características do arco elétrico, influenciando em seu brilho e temperatura. Essa temperatura é tão elevada que é capaz de derreter ou fazer com que determinados materiais evaporem.

Algumas das principais características desse acontecimento são o fato de que ele difunde uma grande quantidade de energia, que é transmitida em forma de luz e calor, e que ele é visível. Essas propriedades são bastante importantes para os processos que fazem uso do arco elétrico para sua funcionalidade.

 

Quais são as principais aplicações do arco elétrico?

O arco elétrico está presente em diversas funções e muitos produtos o utilizam como princípio de funcionamento. Isso porque, como vimos, ele emana grande quantidade de calor e luz, tornando-se um forte aliado em diversas situações. Por exemplo, podemos ver a empregabilidade dele em:

  • lâmpadas;
  • processos de corte a plasma;
  • máquinas de soldagem;
  • fornos;
  • projetores;
  • letreiros e holofotes;
  • velas de ignição;
  • entre outros.

Em todas as situações citadas, o arco elétrico desempenha um papel fundamental, pois sua aplicabilidade foi projetada de forma a aproveitar seus benefícios e evitar riscos à segurança. Porém, em alguns casos, esse fenômeno é indesejado e pode representar um grande perigo, causando morte ou graves ferimentos às pessoas atingidas.

 

Como reduzir os riscos desse fenômeno?

Apesar de ser bastante útil em diversas aplicações, o arco elétrico, por ter uma enorme potência, representa um grande perigo e, dessa maneira, vários cuidados precisam ser tomados. Portanto, para reduzir esses riscos, é importante seguir todas as recomendações de segurança previstas na norma NR-10, tanto para manipulação quanto para projeção do fenômeno. 

Tal norma traz orientações sobre cuidados relacionados com vestimentas, condições do local de trabalho, medidas de proteção coletivas e individuais etc. Ademais, o profissional que realizará trabalhos que envolvam arco elétrico deve conhecer todos os riscos e, principalmente, de que forma eles podem ser evitados.

O arco elétrico é um fenômeno muito útil para a realização de diversos trabalhos. Não podemos negar o quanto seu uso é necessário para que determinados processos sejam executados. No entanto, se as normas de segurança não forem cumpridas, isso pode representar muitos riscos. Além do mais, vale ressaltar que apenas profissionais qualificados devem realizar atividades que envolvam eletricidade.

 

Conseguiu entender as principais informações sobre arco elétrico? Leia também nosso artigo sobre NR-10 e aprenda mais sobre segurança na eletricidade.

Catálogo Motores Elétricos



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.