Conheça os melhores cursos para eletricistas

Conheça os melhores cursos para eletricistas

Hoje há disponível uma quantidade enorme de cursos para eletricistas. Mas como saber quais são bons? Talvez você se pergunte: “Quais são os indicados para a minha necessidade?”.

O primeiro passo para definir qual curso realizar é planejar-se. Em seguida, é fundamental informar-se sobre quais cursos existem, o que eles oferecem e o que você pode esperar conquistar com essa qualificação no mercado de trabalho. 

Preparamos um resumo para você conhecer um pouco melhor os cursos existentes hoje e quais são os melhores em cada caso. Veja adiante!

Que tipos de cursos para eletricistas existem?

Antes de tudo, é importante saber que há três níveis de qualificação possíveis na área elétrica: graduação, tecnólogo e técnico. Existem diferentes áreas de atuação, mesmo dentro de cada um desses níveis. Vamos começar lembrando que as principais áreas são:

- Automação e robótica: automação é um sistema no qual os mecanismos ou máquinas são capazes de verificar o próprio funcionamento, fazendo aferições, medições (o famoso machine learning, ou aprendizagem de máquina) e correções sem a necessidade de um ser humano o tempo todo. Já a robótica é o estudo dos robôs, que são máquinas usadas para realizar trabalhos. Alguns trabalham de modo autônomo, enquanto outros precisam de operadores. As famosas smart houses entram nesse nicho com a domótica, ou robótica doméstica. Lembra-se da Alexa da Amazon? É um exemplo de domótica;

- Eletrônica: é tanto o campo de estudo do controle de energia elétrica quanto os seus respectivos sistemas físicos (incluindo circuitos, componentes e interconexões) de controle.

- Eletrotécnica: é o campo que trata de instalações, manutenção e projetos de sistemas elétricos prediais, industriais e de potência, além do cumprimento de leis vigentes, parâmetros de eficiência energética e normas técnicas, de qualidade, segurança, saúde e ambientais;

- Eletromecânica: quando se combinam as técnicas da eletrotécnica e as da mecânica, tem-se o ramo da eletrotécnica;

- Instrumentação: dedica-se a ler e interpretar os instrumentos, já que se ocupa de estudar, desenvolver e aplicar instrumentos elétricos de medição e controle de processos;

- Telecomunicações: são um ramo da engenharia elétrica cuja finalidade é possibilitar as comunicações à distância (telefones celulares, internet etc.). O estudo das telecomunicações abrange desde o projeto até implantação, manutenção e controle de redes e sistemas de comunicação.

Independentemente do nível, é necessário realizar o registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) para poder atuar. Em termos de níveis de qualificação, você pode encontrar os seguintes.

Cursos para eletricistas: Graduação, Tecnólogo e Técnico

Os cursos para eletricistas em nível de graduação são mais indicados caso você esteja querendo atuar em nichos específicos, em especial em nível de projetos. Para poder assinar a Responsabilidade Técnica (e ganhar mais), o CREA exige graduação ou tecnólogo. A diferença básica entre um e outro é que o tecnólogo foca mais na parte prática, o que o afasta do perfil acadêmico e restringe algumas áreas de atuação.

Engenharias – Duração média: 60 meses (10 semestres)

- Automação, que projeta equipamentos eletrônicos para automatizar linhas de produção industrial;

- Eletrônica: desenvolver circuitos eletrônicos para aquisição e transmissão de dados;

- Eletrotécnica (potência e energia): planejar e operar sistemas elétricos;

- Engenharia biomédica: projetar e construir equipamentos em hospitais, clínicas e laboratórios;

- Hardware e programação (computação): desenhar componentes e desenvolver sistemas;

- Instrumentação: projetar e desenvolver equipamentos para a realização de medidas, registro de dados e atuadores.

Tecnólogos – Duração média: 30 meses (5 semestres)

Estes cursos para eletricistas conferem o grau de Curso Superior em Tecnologia.

- Tecnólogo em Eletrotécnica;

- Tecnologia em Instalações Elétricas.

Técnicos – Duração média: 18 meses (3 semestres)

Conferem grau de nível médio/técnico.

A diferença entre o técnico e o tecnólogo é o nível de qualificação. O técnico recebe nível médio e não pode entrar em cursos de pós-graduação, por exemplo. Fica bastante limitado ao nível de operador.

- Técnico em Eletrotécnica: é um dos cursos para eletricistas que qualificam para trabalhar como operador ou instrumentador de dispositivos elétricos. Pode ser industrial ou predial/residencial;

- Técnico em Eletrônica: qualifica para trabalhar como operador de circuitos e sistemas eletrônicos. Pode ser industrial ou predial/residencial.

Quais são os melhores cursos para eletricistas no mercado?

Há uma grande quantidade de cursos, para vários bolsos e disponibilidades de tempo. A seguir, listaremos algumas das principais instituições de ensino no Brasil conforme a área.

Se o seu foco são engenharias, há uma grande quantidade de universidades públicas e privadas que oferecem os diversos cursos na área. Tradicionalmente, Unicamp e UFSC são as melhores no campo da automação e da robótica. Conforme o ranking do Ministério da Educação, de 2019, as melhores universidades para estudar engenharia elétrica são USP, Unicamp, UFMG, UFRGS e UFRJ.

Já os tecnólogos variam muito conforme a especificação (Eletrônica Industrial, Instalações Elétricas etc.). A melhor instituição para eles atualmente é o Senai, que tem um site bem completo para orientação profissional, caso você precise. Em alguns Institutos Federais do Brasil, também é possível encontrar cursos tecnológicos.

Por fim, os cursos técnicos. O Senai é igualmente uma instituição muito indicada para realizar cursos nessas áreas, assim como os Institutos Federais. Aliás, os IFs têm como missão expandir o conhecimento técnico mesmo, então pode ser a melhor alternativa.

Outra opção que pode ser interessante é investir em cursos de qualificação profissional. Nesse caso, a restrição é que você não poderá assinar projetos. Isso dificulta caso seu objetivo seja ser contratado em alguma empresa.

Para resumir, fizemos esta pequena lista dos melhores cursos para eletricistas do mercado hoje:

- Graduação em Engenharia Elétrica – Universidade de São Paulo (USP);

- Automação e mecatrônica, Eletroeletrônica, Energia, Telecomunicações, TI (hardware e software) – Mundo Senai Profissões (procurar nos filtros; há tanto técnicos quanto tecnólogos e qualificação profissional).

Independentemente do curso ou da área que você seguir, hoje em dia estar bem informado é essencial. Conheça tudo sobre o mundo da elétrica e outras dicas de construção civil em nosso blog!



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.