Disjuntor desarmando sozinho: o que fazer?

Disjuntor desarmando sozinho: o que fazer?

Segurança elétrica é um assunto que merece bastante atenção. Toda instalação deve ter dispositivos que ajudem a manter tudo em boas condições e diminuam os riscos de problemas como curto-circuito e choque elétrico. E, para isso, o disjuntor é um importante componente.

Esse item exerce a função de interromper a energia quando as condições são anormais. Dessa forma, ele protege os circuitos, os equipamentos e também os usuários.

É imprescindível que ele esteja funcionando corretamente. No entanto, em alguns casos, o disjuntor desarmando é um problema comum e que deve ser investigado.

Pensando nisso, preparamos algumas dicas que vão ajudar você a entender o que fazer quando isso estiver acontecendo. Veja a seguir!

 

Evite sobrecarregar os circuitos

Uma das principais causas para que um disjuntor desarme sozinho é a sobrecarga do sistema elétrico. Isso acontece quando vários aparelhos estão ligados em um mesmo circuito e ao mesmo tempo. Ou, então, quando a instalação já é antiga e os aparelhos conectados exigem mais da rede do que o suportável.

Nesses casos, com o disjuntor desarmando, o primeiro passo deve ser desligar todos os equipamentos e rearmar o disjuntor. Assim, haverá o restabelecimento da energia.

Em seguida, deve-se reconectar os aparelhos, mantendo a segurança e evitando sobrecarregar o circuito. Para isso, é importante que não sejam ligados muitos eletrônicos em um mesmo momento ou em uma única tomada.

 

Verifique a instalação do disjuntor

Se o problema com sobrecarga de circuito estiver resolvido e, mesmo assim, o disjuntor continuar desarmando, o recomendado é que se verifique como estão as condições de instalação do dispositivo. Em alguns casos, um simples ajuste pode ser a solução. Porém, é indicado contar com um eletricista para esse serviço.

O que, então, deverá ser feito por esse profissional é a análise das condições do disjuntor e da instalação dele. Caso seja percebido que a conexão do dispositivo com a fiação está frouxa ou não está bem isolada, essa pode ser a causa do desarme. Sendo assim, é preciso tomar as devidas providências, que poderão ser apertar a conexão ou isolar a fiação.   

 

Certifique-se de que a fiação está adequada

Outra situação bem comum é o mau dimensionamento da fiação. Isso pode acontecer em construções novas, mas é em edificações mais antigas onde mais se vê esse problema. Nesses locais, muitas vezes as bitolas dos fios são menores do que o necessário para a residência. Com isso, há uma sobrecarga e, consequentemente, o desarme do disjuntor.

A melhor forma de solucionar a questão seria adequando a fiação ao que o imóvel exige. Principalmente nos dias de hoje, com o avanço tecnológico, muitos aparelhos são ligados na rede, o que demanda uma instalação que suporte uma maior potência. Além disso, o próprio disjuntor deve ser dimensionado de acordo com as potências previstas para o circuito e consequentemente as bitolas dos cabos elétricos utilizados.

 

Invista em manutenções preventivas

A ausência de manutenção pode comprometer a segurança do imóvel de diversas maneiras, inclusive prejudicando a qualidade das instalações. Esse pode ser mais um dos motivos pelos quais os disjuntores desarmam. Por isso, é fundamental que, de tempos em tempos, sejam verificadas as condições de toda a ligação elétrica.

Estes são alguns pontos que não se pode deixar de averiguar: o quadro, os relés, os interruptores, os fios, o disjuntor, entre outros. Para isso, deve-se contratar um eletricista, pois apenas esse profissional saberá executar o serviço de maneira correta e com segurança. O recomendado é que esse procedimento seja feito a cada cinco anos, aproximadamente.

O disjuntor exerce uma função muito importante na ligação elétrica, sendo responsável por monitorar, controlar e interromper a corrente elétrica quando ela for superior à corrente suportada pelo circuito elétrico. Vale ressaltar que o tempo de atuação dos disjuntores estão definidos em normas técnicas, e os disjuntores devem seguir esses parâmetros para garantir a confiabilidade e segurança. 

Portanto, para evitar problemas, é essencial optar por disjuntores de qualidade e, da mesma maneira, por bons materiais para a instalação deles.

Além disso, é importante estar ciente de que a melhor pessoa para identificar e solucionar o problema é o profissional eletricista.

 

Agora que você já sabe o que fazer para solucionar o problema do disjuntor desarmando sozinho, conheça os principais erros que geram curto-circuito e como evitá-los.



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.