Interruptores e tomadas: o que você precisa saber?

Interruptores e tomadas: o que você precisa saber?

Quando estamos realizando uma obra, seja uma construção totalmente nova, seja uma pequena reforma, são muitos os detalhes a que precisamos nos atentar. Um dos detalhes principais passa pela instalação elétrica e, nesse momento, vem o dilema: como escolher interruptores e tomadas?

A correta instalação de interruptores e tomadas é tão importante que existe uma norma específica para ela, a Norma Técnica ABNT NBR 5410, que define quais são as condições em que devem ser instalados os dispositivos elétricos em uma obra ou reforma.

Veja, então, quais são as informações mais interessantes que todo eletricista precisa saber sobre interruptores e tomadas.

Você sabe qual é o padrão brasileiro de plugues e tomadas?

Há alguns anos, no Brasil existiam mais de 12 tipos de plugues e tomadas. Mas, com a criação do Padrão Brasileiro de Plugues e Tomadas, o nosso mercado passou a comercializar apenas dois modelos de plugues e tomadas. Nele, os plugues possuem dois ou três pinos redondos e as tomadas contêm três orifícios de 4 milímetros ou 4,8 milímetros.

Esse padrão foi criado, acima de tudo, para dar mais segurança ao consumidor, ao diminuir a possibilidade de choques elétricos, incêndios e mortes, principalmente a morte infantil por causa de choques, que é a terceira maior causa de morte entre crianças.

Os plugues de três pinos são utilizados em aparelhos que precisam de aterramento elétrico (o terceiro pino faz essa ligação com o fio terra, evitando choques e possíveis curtos). Outra vantagem do padrão estabelecido é o formato “em poço” das tomadas. Isso dificulta o contato dos dedos, principalmente de crianças, com a corrente elétrica.

Interruptores e tomadas fazem parte da decoração

Essa dica não é relacionada diretamente aos eletricistas, mas é parte importante. Afinal, a escolha de interruptores e tomadas deve ocorrer para que se adéquem ao estilo dos moradores. Mais do que cumprir a finalidade específica deles, esses itens são parte da decoração dos ambientes e devem ser pensados como tal.

Assim, esses itens estão disponíveis em diversas cores, formatos e texturas. Como exemplo, temos os interruptores e tomadas da ABB, que alinham as melhores soluções com tecnologia e inovação, mas sem deixar de conferir uma personalidade toda especial aos ambientes.

Por ser algo muito pessoal, não existe uma regra geral na hora de escolher esses itens, mas vale seguir algumas recomendações:

- Paredes escuras: opte por acabamentos em tons parecidos;

- Paredes mais claras, opte por interruptores mais discretos, dando harmonia ao ambiente;

- Varie os modelos de acordo com cada ambiente: utilize modelos mais básicos e clean, ou leves, na lavanderia. Para sala e quartos, invista em cores e texturas diferenciadas, visto que os interruptores e tomadas tendem a ficar em evidência.

Qual deve ser a altura padrão para interruptores e tomadas?

Quando há uma obra ou uma reforma, os clientes ficam na dúvida de qual deve ser a altura de interruptores e tomadas a ser instalados nos cômodos. Essa dúvida é bastante recorrente e é função do eletricista ajudar a definir essa altura.

Dessa forma, o eletricista deve instalar esses itens de acordo com o que indica a Norma Técnica ABNT NBR 5410.

De acordo com essa norma, a altura de interruptores e tomadas deve ser:

- Tomadas baixas devem estar a 30 centímetros do chão, no mínimo, sendo a altura ideal de 40 centímetros do piso;

-  Tomadas médias devem ser posicionadas de 1,2 metro a 1,3 metro do piso;

- Tomadas altas, quando necessárias, devem estar a uma altura de 2 metros até 2,25 metros do piso acabado.

Além disso, é importante que todos os interruptores e tomadas fiquem na mesma altura em todos os ambientes, sempre alinhados com interruptores e demais saídas elétricas, como o passa fio.

Quantos interruptores e tomadas instalar em cada ambiente?

Além da recomendação da altura correta desses itens elétricos em uma residência, a quantidade de tomadas e interruptores é outra preocupação recorrente e cabe ao eletricista indicar a quantidade ideal aos clientes.

Nesse aspecto, vale analisar qual é o tamanho do cômodo, para assim definir a quantidade de tomadas. Segundo a Norma Técnica ABNT NBR 5410, a quantidade mínima recomendada de tomadas é de uma unidade para cada cinco metros de parede.

Porém, com itens eletrônicos cada vez mais presentes no nosso dia a dia, é inviável instalar apenas uma tomada na parede. Por isso, vale ter bom senso e pensar em instalar uma quantidade mínima ideal de tomadas.

Uma dica nesse sentido é pensar no número de tomadas de acordo com a necessidade do cômodo. Uma sala ou um quarto, por exemplo, exigem muito mais tomadas quando comparados a um banheiro. A cozinha também exige um número de tomadas mais elevado, em razão da maior quantidade de eletrodomésticos.

Mais uma vez, vale ter bom senso. Não coloque muitas tomadas em um mesmo ambiente, pois isso pode comprometer a decoração do ambiente, além de poder ocasionar uma sobrecarga elétrica.

Gostou das dicas? Então descubra as muitas opções em design, cores, acabamentos e funções na Loja Online ABB.



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.