Projetos arquitetônicos: entenda a importância das etapas e detalhes

Projetos arquitetônicos: entenda a importância das etapas e detalhes

Quando um cliente contrata um profissional de arquitetura, muitas vezes desconhece todos os passos necessários para que se obtenha um bom resultado em sua obra. No entanto, todo arquiteto de sucesso sabe que os projetos arquitetônicos possuem várias etapas e detalhes que devem ser muito bem definidos. 

Os processos vão desde a elaboração de um briefing bem estruturado, com as necessidades do cliente, até o levantamento de dados necessários e, finalmente, os projetos que compõem esse trabalho. Tudo isso deve ser realizado para que a execução da obra seja o mais eficiente possível, além de evitar diversos problemas e satisfazer as expectativas dos moradores. 

Para que você possa entender como realizar um projeto arquitetônico bem-sucedido, continue a leitura e confira como funciona e qual é a importância de cada uma dessas etapas e detalhes. 

Briefing

A etapa inicial dos projetos arquitetônicos deve ser a realização de um programa de necessidades, também conhecido como briefing. É neste momento que o arquiteto reúne todas as informações possíveis a respeito das necessidades e expectativas do contratante.

Esta etapa costuma ser bastante desafiadora, porém é imprescindível para o bom desempenho da obra. O cliente apresenta os objetivos dele e o profissional precisa explicar o que pode ser feito, sugerir modificações e fazer os devidos alinhamentos. Também deverão ser estipulados os valores, prazos de duração e serviços incluídos no projeto. 

Visita ao local

Após a definição do briefing, é necessário que o profissional de arquitetura visite o local da construção para realizar o levantamento métrico. Além disso, é neste momento que são analisadas, por exemplo, questões relacionadas a níveis, topografia e condições ambientais, a fim de identificar se o terreno está preparado para receber a obra. 

Com essa análise de campo, é possível que o arquiteto identifique ajustes que precisam ser feitos antes de iniciar a obra. Esse levantamento trará mais segurança e precisão ao arquiteto, fazendo com que o projeto seja executado com muito mais qualidade e melhor custo-benefício.

Estudo de viabilidade

O procedimento seguinte é o estudo de viabilidade, no qual o arquiteto analisa se o projeto ficará de acordo com o plano diretor da cidade. Esse plano estipula regras e define políticas de desenvolvimento do município, abordando, por exemplo, taxa de ocupação da região e altura máxima da construção.

Além disso, é verificado se o projeto em questão respeitará o Código de Obras, um documento que estipula as normas técnicas para as construções de todo tipo que forem feitas naquele município. Com isso, procura-se assegurar as boas práticas que geram conforto ambiental, segurança, acessibilidade e bem-estar das áreas urbanas e rurais.

Estudo preliminar

Após ter todas as definições iniciais, é hora de o arquiteto começar os primeiros esboços. É neste momento que o projeto começa a aparecer e é possível fazer a primeira planta, que possibilitará ao cliente e ao profissional de arquitetura debaterem sobre os pontos positivos e negativos da obra.

Esta etapa é bastante importante, pois permite saber a metragem total da construção e ajuda a calcular o custo final estimado dela. Dessa forma, novas ideias podem ser propostas e alterações podem ser feitas. Com o auxílio de perspectivas 3D, layouts e plantas humanizadas, por exemplo, o projeto vai sendo elaborado até a aprovação, para que possa ser dada continuidade a ele.

Anteprojeto

Com a aprovação dos croquis do estudo preliminar, começa-se a execução do anteprojeto, ou seja, a planta de cada pavimento já pode ser elaborada. Sendo assim, são definidas as informações técnicas para realização da obra e desenvolvidas as plantas — baixas, de cobertura, de fachadas, de corte, de situação e de localização do terreno — e a maquete final.

Outro ponto que mostra a importância desta etapa é que, neste momento, são definidos todos os projetos complementares, como o elétrico, hidráulico, estrutural e de todas as outras partes da edificação.

Projeto de aprovação

O projeto de aprovação é aquele que deve ser enviado para a prefeitura, com a finalidade de receber o aval legal e ser liberado para construção pelas entidades competentes. Neste momento, é muito importante ter atenção a cada detalhe, observando as exigências, que variam de cidade para cidade.

É necessário que o arquiteto envie todos os documentos explicativos do projeto, mostrando que a obra será executada de acordo com as normas municipais. Caso alguma informação esteja faltando, o projeto volta para o arquiteto responsável. Estando tudo conforme o estipulado, são emitidos os alvarás e licenças da obra.

Projeto executivo

Esta etapa refere-se ao projeto final da construção, com todas as especificações, documentos e informações que vão para o canteiro de obras e servirão como guia para a execução do projeto arquitetônico. Por isso, é necessário que estejam presentes orientações de dimensões construtivas, materiais, pontos hidráulicos e elétricos, entre outros detalhamentos.

O projeto executivo é bastante importante, pois ele servirá de base para que o projeto seja propriamente executado. Assim sendo, uma obra só deve iniciar após a elaboração do projeto executivo e a entrega dele para os responsáveis pela construção.

São muitos detalhes com os quais o arquiteto precisa preocupar-se para a realização de um projeto arquitetônico. Todas essas etapas são fundamentais para que as pessoas que forem desfrutar do imóvel tenham um espaço confortável, seguro e funcional.

Como você pode perceber, cada etapa ou detalhe é muito importante. Quer saber mais sobre como executar um excelente trabalho? Então, conheça as ferramentas fundamentais para criar bons projetos arquitetônicos.



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.