Projetos minimalistas: algumas dicas para ambientes clean

Projetos minimalistas: algumas dicas para ambientes clean

Os projetos minimalistas já estavam conquistando espaço no mercado há muito tempo. Essa tendência continua ganhando fôlego após algumas celebridades divulgarem fotografias das casas delas utilizando esse conceito para decorar as residências. Se por um lado isso traz bastante força para o minimalismo, por outro pode dar a impressão de que ele é algo distante e inacessível, mas não é! Desde o começo, inclusive, a proposta principal do movimento é agregar sobriedade e trazer à tona a “essência” da arquitetura.

Por isso, apresentaremos neste post algumas dicas para você trazer essa essência da ideia por trás do minimalismo e aplicá-lo aos seus projetos arquitetônicos.

Comece seus projetos minimalistas lembrando o básico

A arquitetura minimalista surgiu inspirada por artistas e movimentos cubistas da década de 1920, como De Stijl e Bauhaus. O minimalismo arquitetônico tem em arquitetos como Ludwig Mies van der Rohe seus grandes teóricos. De acordo com esse autor, o minimalismo traz a oportunidade de expressão máxima do espaço arquitetônico.

Dessa forma, projetos minimalistas usam elementos de design simples e sem decoração ou ornamentação. Em suma, estes são os princípios básicos do minimalismo aplicado à arquitetura:

- Repetição, com o objetivo de trazer um senso de ordem e unificação;

- Formas geométricas puras (quadrados, retas, círculos);

- Materiais simples, limitados e com superfícies lisas;

- Componentes ordenados e retos;

- Espaços simples e abertos;

- Linhas limpas.

Para desenvolver projetos minimalistas, portanto, basta seguir essas diretrizes e observar se os traços do projeto e os objetos de composição do interior cumprem esses pontos.

Busque referências no Brasil e no resto do mundo

Com esses princípios em mente, é possível fazer o que todo artista e arquiteto sabe muito bem: buscar referências para montar um moodboard. Essa prancha de temperamento é um painel que serve para “ancorar” as várias ideias que surgem na fase de ideação de um projeto de arquitetura. Essa técnica é usada para outros projetos arquitetônicos também e ajuda muito na visualização de projetos minimalistas.

Para montar seu moodboard de minimalismo, você pode optar tanto por referências de imagens digitais como solicitar amostras de materiais ou mesmo fazer maquetes simplificadas para trazer o olhar tridimensional para seu estudo. Na internet, certamente você encontrará muitas referências. Abaixo, citamos alguns exemplos de fontes:

- Pinterest

- Behance

- Flipsnack

- Minimalist house (app)

Nesses momentos, é importante manter a criatividade solta, mas sem perder de vista os referenciais básicos.

Aposte nas cores primárias ou naturais

O mote em projetos minimalistas é “menos é mais”. Por isso, a grande maioria dessas construções é preta e branca ou utiliza a própria cor natural do material. Esse é o caso de paredes de concreto queimado em construções que têm uma “pegada” mais industrial. Alguns arquitetos preferem, por exemplo, deixar tubulações visíveis e pintá-las de amarelo ou vermelho, ao mesmo tempo que o restante do espaço é branco ou da cor do concreto.

Decore com materiais brilhosos

A decoração em projetos minimalistas também preconiza a pouca informação, o que valoriza os detalhes de uma construção. São comuns as cores marrom, cinza ou preto nesse tipo de decoração, ou outras cores pouco chamativas, como off-white ou bege.

Para trazer um pouco de contraste, alguns arquitetos utilizam detalhes metálicos, como lustres com suportes de alumínio. Ainda, superfícies que tragam a aparência clean, como vidros, cobre e lacas, agregam bastante refinamento ao ambiente.

Utilize pontos de luz para valorizar os detalhes

Como há poucos elementos em um projeto minimalista, uma saída para trazer diferenciais ao seu trabalho é iluminar os pontos de interesse que você deseja destacar. Assim, se o ambiente tiver uma mesa com um tampo de vidro e uma bacia de cobre de decoração, você pode colocar um ponto de luz que ancore o projeto nesse local.

Valorize a iluminação natural

O minimalismo tem tudo a ver com sustentabilidade. Por esse motivo, é muito comum vermos projetos que valorizam a entrada de luz natural. Além de ser gratuita, ela traz bem-estar e a sensação de saúde para o ambiente, somando ao conforto visual. Sem dúvida, a melhor luz para os seres vivos ainda é a natural!

Dessa forma, estude o posicionamento do terreno para ver como adequar seu desenho de modo a trazer o máximo de iluminação natural possível. Aposte também em espaços abertos, janelas amplas e aberturas que favoreçam a circulação natural de ar.

Projetos minimalistas não precisam ser caros para ser refinados e bonitos. Isso porque o minimalismo é tanto um estilo de vida, uma forma de ver a realidade, quanto uma tendência inspirada por movimentos artísticos de vanguarda. Desse modo, o importante para seu projeto ser minimalista é utilizar os princípios e a criatividade!

E você, precisa de mais informações para montar seu moodboard ou para comprar seus materiais? Então conheça o +Perto Arquitetura e Design, nosso projeto que tem como objetivo inspirar pessoas a repensar as formas de habitar o mundo, utilizando ideias inteligentes, sustentáveis e tecnológicas. Vamos juntos escrever um futuro mais seguro, sustentável e inteligente!



Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.