Certificação ISO 50001: saiba como obter
Profissionais da Elétrica

Certificação ISO 50001: saiba como obter

23.12.2021 | 6 minutos de leitura

A eficiência energética está no topo da lista das ações mundiais, impulsionada pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os países participantes dessas metas, entre eles o Brasil, comprometeram-se a desenvolver ações para garantir a produção e a distribuição de energia de forma mais sustentável para toda a população.

Inicialmente, é preciso destacar que para alcançar esse objetivo se faz necessário um plano de gestão de energia nacional, a promoção do uso racional e o estímulo à produção de fontes renováveis, como a energia solar e eólica.

Com esse entendimento, trouxemos informações sobre as normas que regulamentam os sistemas de gestão no setor industrial. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

 

Qual é a função da ISO 50001?

Como citado no início do texto, a gestão eficiente na geração, distribuição e consumo de energia são fundamentais para alcançar um desempenho de qualidade, em caráter contínuo. A partir desse entendimento, foi criada em 2011, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a ISO 50001 ou Sistema de Gestão de Energia (SGE). 

De forma geral, o documento estabelece recomendações para o estabelecimento, a implementação e a melhoria do sistema de gestão nas organizações. Para que isso aconteça, é necessário adotar uma série de procedimentos que viabilizem a redução do consumo total de energia. 

Além disso, são verificados os procedimentos de segurança, desempenho, eficiência energética e redução de gases poluentes. Em razão da abrangência da norma, as recomendações podem ser implementadas em todos os segmentos econômicos, independentemente do número de funcionários, porte da empresa e produtos e serviços oferecidos. 

Cabe destacar que a ISO 50001 é validada por modelos de sistema de gestão adotados em várias partes do mundo, como a ISO 9001 (qualidade) e a ISO 14001(ambiental). Além disso, foi elaborada a partir da versão original, idealizada pela ISO Technical Committee, ISO/TC 242, Energy Management

 

Metas e implementação da norma

Inicialmente, é preciso esclarecer quais são as metas do Sistema de Gestão de Energia para se ter uma melhor compreensão de como a norma é implementada. Em linhas gerais, podem ser elencadas na seguinte ordem de importância:

  • Reduzir os custos com o consumo de energia elétrica.
  • Minimizar a emissão de gases de efeito estufa.
  • Idealizar uma gestão energética que seja adotada por todos os colaboradores e lideranças.
  • Diagnosticar e planejar quais as ações necessárias para alcançar esses objetivos.
  • Monitorar a implantação do programa e avaliar os resultados obtidos.
  • Integrar outros sistemas de gestão organizacional, como ambiental, de saúde e de segurança do trabalho. 

Tão importante quanto saber os objetivos da ISO 50001 é ter conhecimento sobre como a norma pode ser implementada. Nesse sentido, estão disponíveis no mercado vários guias com recomendações de como o processo pode ser iniciado nas empresas. 

Uma proposta relevante foi divulgada pela International Copper Association Brazil (ICA), em parceria com o Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre), na qual são estabelecidas cinco etapas de adoção pelas organizações. A seguir, elencamos os fatores responsáveis pelo bom andamento dessa norma. Confira:

  • Contexto: para definir de forma precisa qual é a condição da empresa, será necessário realizar um estudo detalhado das questões internas e externas, já que vão indicar os pontos fortes e vulneráveis da relação dos colaboradores e gestores com o consumo de energia. 
  • Planejar: em seguida, serão desenvolvidas, de forma gradual, as metas estabelecidas no planejamento da organização. Portanto, é o período no qual serão detalhadas as informações coletadas anteriormente (contexto), para definição da estratégia de trabalho. 
  • Gerenciar: a fase de gerenciamento do SGE é essencial para averiguar os resultados práticos das ações implementadas nas organizações e, ainda, oferecer suporte ao que precisa ser modificado. Pode ser concebido como um dos momentos mais relevantes da adequação das normas, já que é possível alterar, incluir e excluir procedimentos da rotina diária de atividades. 
  • Monitoramento: é aplicado em alinhamento com o gerenciamento, de forma a analisar as melhorias reais das ações estabelecidas no plano de trabalho. Contudo, para que seja eficiente, são necessárias mensurações sistemáticas, constantes e previamente estabelecidas.
  • Melhorar: no escopo do SGE estão previstos vários métodos de autoavaliação dos resultados, obtidos durante as alterações nos procedimentos de trabalho. Os fatores de não conformidade são corrigidos e as melhorias aperfeiçoadas. No entanto, a recomendação é de que se os objetivos forem alcançados, deve-se dar continuidade a novos projetos sustentáveis.

 

Como conquistar a certificação?

As exigências solicitadas pela ISO 50001 visam um sistema de gestão que atue com melhorias contínuas, não apenas pontuais. Então, passada a etapa inicial de adequação, fica mais fácil controlar e até criar mecanismos de mudanças de hábitos e procedimentos.

Contudo, para quem ainda não sabe como iniciar essa jornada, é preciso estabelecer os fatores que definirão a conquista da certificação. Saiba quais são:

  • Idealizar uma política para o uso eficiente da energia.
  • Estabelecer metas e objetivos para alcançar esse resultado.
  • Realizar um diagnóstico para compreender quais são as principais decisões que deverão ser adotadas.
  • Avaliar os processos em desenvolvimento e os finalizados.
  • Investir na gestão contínua de boas ações. 

Soluções com alta performance tecnológica

A obtenção de uma certificação como a ISO 50001 requer o controle eficiente das operações desenvolvidas em todos os departamentos de uma empresa ou indústria. Nesse sentido, existem soluções como a ABB Ability que fornece infraestrutura, inovação e inteligência em serviços de energia elétrica, de forma a oferecer operações mais seguras, inteligentes e sustentáveis.

Um dos sistemas disponibilizados pela empresa é o ABB Ability System 800xA, desenvolvido para atuar como um Sistema de Controle Elétrico e de Segurança. Desse modo, apresenta recursos para controle de todo o sistema elétrico da empresa, desde o quadro de distribuição de alta tensão até o controle do motor de baixa tensão.

Sendo assim, além do monitoramento de toda a estrutura elétrica, a organização terá redução nos custos com cabeamento, segurança efetivada pelo rastreamento e prevenção de falhas, e ainda, um banco de dados completo que identificará a distribuição de energia em toda a planta industrial. 

Em síntese, utilizando um modelo de gestão que envolva todos os colaboradores e processos realizados, as chances de se alcançar um bom resultado são altas. É claro que esse trabalho demandará tempo, envolvimento e compartilhamento de informações a fim de que todos sejam conscientizados sobre a importância das atitudes coletivas, em razão do bem comum. 

Agora que você tem mais conhecimentos sobre a ISO 50001, acesse nosso site e confira informações relevantes sobre outras normas que regulamentam os serviços de eletricidade!

Autor

Abel Santos

Olá! Você ainda não me conhece? Muito prazer, eu sou o Abel Santos, parceiro da ABB Eletrificação e estou aqui para te ajudar a saber mais sobre todo o portfólio de produtos de Eletrificação, do Residencial ao Industrial! Confira os conteúdos exclusivos compartilhados aqui no Blog!
Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.