Transformador: o que é e os princípios de funcionamento
Profissionais da Elétrica

Transformador: o que é e os princípios de funcionamento

11.11.2021 | 6 minutos de leitura

Alguns equipamentos de eletricidade estão integrados no cotidiano da população, porém, não se sabe com detalhes qual é a utilidade de cada um. Um exemplo clássico é o do transformador. O entendimento superficial é de que ele é importante para a rede elétrica e que avarias podem comprometer a distribuição de energia, da rua para as construções, por exemplo. 

No entanto, o questionamento principal permanece: qual é a função desse componente e como atua nos circuitos elétricos? 

No texto a seguir, vamos tratar de informações mais detalhadas sobre o assunto, a fim de que você tenha uma melhor compreensão da importância desse dispositivo. 

O que é como surgiu o transformador?

Em primeiro lugar, é necessário explicar que um transformador de energia é um equipamento com a função de diminuir ou aumentar a tensão e a corrente elétrica em circuitos alternados. Sua característica é transmitir a eletricidade por meio de dois componentes (bobinas), transformando os valores de tensão e de corrente ao mesmo tempo.

Nesse sentido, o dispositivo possibilita que uma transmissão seja mais eficiente, além de permitir a transferência de energia para longas distâncias. Especialistas reforçam que o princípio básico do funcionamento de um transformador é a indução eletromagnética. Esse fenômeno acontece quando a variação de energia em um campo magnético provoca o estabelecimento de uma corrente elétrica induzida por materiais condutores.

Esse fundamento é estabelecido pela Lei de Faraday, descoberta e pesquisada pelo cientista de mesmo nome (Michael Faraday), em 1831. Considerado um dos descobrimentos mais relevantes da história moderna, o fenômeno contribuiu para a idealização de procedimentos como a movimentação de motores elétricos e a geração de energia, por intermédio de hidrelétricas. 

Como funciona na prática?

Para melhor compreensão do funcionamento desse equipamento, é importante esclarecer que os dois componentes principais dele são o núcleo e os enrolamentos. Seu funcionamento é interligado, já que o primeiro item é responsável pela transmissão da corrente para o segundo, também conhecido como bobina. 

As bobinas contam com uma dinâmica padrão, na qual o componente mais próximo da fonte de tensão é chamado de primário. Já o enrolamento rente à carga é chamado de secundário. Apesar de isoladas entre si, as bobinas funcionam quando a transmissão de energia da primeira é direcionada para segunda, por intermédio das forças magnéticas. 

Um exemplo prático do funcionamento do transformador acontece quando compramos um aparelho eletrodoméstico (geladeira ou ar-condicionado, por exemplo) com tensão de 110 V e a residência possui 220 V. A melhor forma de evitar problemas de sobrecarga é a utilização do dispositivo, que equilibra a potência da corrente elétrica. 

Outra informação relevante é que existem dois modelos diferentes, o transformador de potência e o de distribuição. No primeiro caso, o equipamento recebe a energia elétrica da usina e a propaga para a rede de transmissão. Já o segundo tem a finalidade de diminuir a tensão da carga que chega para o consumidor final.  

Diferentes finalidades

A variedade de equipamentos elétricos no mundo moderno resultou no aperfeiçoamento de usos específicos do transformador. Esses dispositivos foram construídos a partir da necessidade de transmissão de energia, em diferentes setores da sociedade. Conheça os principais:

  • Corrente: este tipo é usado para reduzir uma corrente elétrica medida na alta tensão. Dessa forma, produz uma carga alternada no enrolamento secundário, proporcional à que foi mensurada na bobina primária. 
  • Distribuição: está presente nas centrais de distribuição das usinas elétricas. Sua função é transmitir a corrente elétrica para diferentes pontos de consumo. 
  • Força: a principal característica é transformar energia elétrica em sistemas de alta potência, como usinas, subestações ou fornos industriais e de indução. 
  • Potencial: tem como principal função a mensuração da tensão elétrica, além de ter a capacidade de diminuir ou aumentar a intensidade da carga presente no circuito. É usado com mais frequência em aparelhos como voltímetros, bobinas e relés de tensão, entre outros componentes. 

Definitivamente, o transformador pode ser considerado um dos dispositivos mais importantes para o equilíbrio na entrada e saída da corrente elétrica, seja na indústria, seja em construções residenciais.

Aproveite os conhecimentos elencados neste artigo e confira outras informações relevantes do setor elétrico no blog da ABB.

 

Autor

Luiz Wagner

Copyright © 2013-presente Magento, Inc. Todos os direitos reservados.